Avarias sexuais: saiba como revertê-las

Todo homem já foi confrontado com um colapso sexual. Stress, fadiga, timidez … rapidamente esquecido, este episódio vai sorrir amantes menos que augura nada resultado, o nada invejável conseqüências … Uma recente pesquisa sobre a sexualidade de francês utilizado para avaliar o impacto real desses distúrbios ereção.

De acordo com uma pesquisa recente realizada pela Lilly Labs sobre a sexualidade do francês, 42% dos homens admitem já ter experimentado um colapso da ereção. O tabu finalmente caiu? Não tenho tanta certeza…

Disfunção erétil

Em poucos anos, fomos de “O fracasso? Eu nunca!” para “Sim, isso já aconteceu comigo”. Falar sobre disfunção erétil não parece mais ser fácil, como evidenciado pela recente pesquisa por telefone realizada entre os mais de 35 anos. Nada menos que 42% dos homens e 38% das mulheres confessaram ter que lidar com um colapso sexual. Diante desta figura impressionante, os mais brincalhões temerão que a virilidade do galo latino corra para a derrota … Tranquilizá-los! Por um lado, essas proporções podem cobrir realidades muito diferentes: de desordem excepcional a falha repetida. Por outro lado, pode-se simplesmente observar que informações melhores ajudaram a superar a negação.

No entanto, seria difícil minimizar o fenômeno a todo custo, pois essas repercussões podem afetar a qualidade de vida dos homens que são vítimas. De fato, esses distúrbios têm consequências psicológicas individuais, que podem ser acrescentadas às lesões que esses mesmos problemas infligem à harmonia do casal. Assim, essas quebras preocupam 20% dos homens e 23% das mulheres que o encontraram no parceiro. Então é um grande golpe porque um em cada cinco franceses admite já ter se preocupado com esses problemas!

Repercussões que vão além da esfera sexual

Entre os homens que experimentaram esses distúrbios, um terço acredita ter tido um impacto muito ou muito significativo na qualidade de sua vida sexual, humor, desejo sexual e equilíbrio geral.

  • Esses distúrbios também modificam:
  • Sua confiança em si mesmos (27%);
  • A harmonia do relacionamento deles (24%);
  • Sentimentos do parceiro em relação a ele (23%);
  • Seus sentimentos em relação ao parceiro (20%);
  • E até relacionamentos diários com o exterior (12%).

Repercussões que vão muito além da esfera sexual … “Quando o colapso da ereção banal se torna um problema real, repetindo-se, introduzindo um desconhecido insuportável na vida sexual, interrompendo em profundidade, o momento sexual não é mais dúvida, preocupação.

Relaxamento, a espontaneidade, o tempo de jogo, sensualidade, que costuma alimentar o relacionamento romântico, diminuir gradualmente, a ser gradualmente substituídos por cenários de ansiedade “nos diz Dr. Helena Colson, secretário-geral sexólogo da AIHUS (Associação Inter-Hospitalar-Universitária de Sexologia) Como sair desse círculo vicioso Este medo do fracasso leva os pacientes a consultarem mais facilmente e a usarem um tratamento?

O tratamento? Mais fácil para os outros

Apesar do impacto em suas vidas diárias, ainda há muito poucos homens no caminho para o tratamento que poderia aliviá-los. Apenas 3% dos homens afetados pela disfunção erétil dizem que o usaram. 
Uma figura surpreendente, quando pesou contra o declarativo: 71% dos franceses dizem que estão prontos para usar um medicamento, se necessário, 78% dos homens e 65% das mulheres. Todos os tabus não caíram e só podemos notar a persistência de barreiras morais e culturais. 
No entanto, o tratamento pode ajudar a quebrar o círculo vicioso do fracasso . E nessa área, os laboratórios não se suavizaram, já que vários indutores de ereção já estão no mercado.

MEIOS PARA AUMENTAR A POTÊNCIA

MEIOS PARA AUMENTAR A POTÊNCIA

Para os homens, o sexo é parte integrante da vida, um indicador de estabilidade e sucesso. É natural que um representante do sexo forte, pelo menos uma vez na vida pensou sobre a possibilidade de fracasso sexual, e alguns interesses já bem fundamentadas, o que fazer se uma potência fraca. A medicina moderna oferece uma variedade de meios para aumentar a potência dos homens. Estes incluem exercer otimização regime do dia, consultar um psicólogo, tratamento médico e cirúrgico. Escolhendo certas drogas para melhorar a potência sexual masculina, é necessário consultar um especialista para identificar possíveis contra-indicações.

É importante entender que, em cada caso, o tratamento da disfunção erétil é atribuído individualmente. Muitos fatores influenciam a escolha do método e os meios específicos para melhorar a potência. Entre eles, a idade de um homem, a imagem de sua vida, a presença de doenças concomitantes e outras. Como as opções mais econômicas e eficazes, os médicos geralmente escolhem os medicamentos para a potência, além do que pode haver uma variedade de opções para a terapia folclórica.

REMÉDIOS POPULARES PARA EREÇÃO FRACA

Com uma ligeira diminuição do desejo e da potência sexual, o médico pode aconselhar as receitas da medicina tradicional. Por via de regra, tais meios, aumentando a potência, são baseados no uso de decocções, infusões e infusões de fábricas medicinais. Elas afetam não apenas a esfera sexual, mas também aliviam o estresse e dão uma carga de vitalidade, o que é extremamente necessário para um homem nesta situação.

Então, para aumentar a potência, você pode recomendar:

  • Caldo das sementes do prado do trevo. Para preparar esta droga, o que aumenta a potência, você precisa de 1 colher de sopa. uma colher de sementes de trevo e 200 ml de vinho tinto. A mistura é fervida em banho-maria por 30 minutos.
  • Decocção das sementes de cápsulas de ovo. Isto significa que para aumentar a potência é feita a partir de 10 g de cápsulas de ovo por 200 ml de vinho tinto. A mistura é fervida por 30 minutos.
  • Infusão de aira. Os meios para aumentar a potência com base nesta receita fazem a partir de 1 colher de sopa. colheres de rizomas secos de cálamo e 1 xícara de água fervente. A mistura é infundida e filtrada.
  • Infusão de cama de ervas frescas. Para fazer uma droga contra uma ereção fraca, você precisa de 10 g de larva de ervas frescas para 200 ml de vinho tinto. A mistura é infundida durante 20 minutos.

Disfunção sexual masculina: infertilidade, infertilidade, impotência

Disfunção sexual masculina: infertilidade, infertilidade, impotência

Infertilidade, infertilidade e impotência são três distúrbios sexuais masculinos relativamente comuns. Esses “problemas” que afetam diretamente a virilidade do homem são, no entanto, muitas vezes negligenciados. Porque esses são assuntos que ainda são tabus hoje e difíceis de abordar dentro do casal, confusão, aproximação, questionamento estão ocorrendo … A impotência leva à esterilidade? Qual é a diferença entre esterilidade e infertilidade? Quais são as razões, as causas desses distúrbios? Existem soluções? Nós contornamos a questão de todas essas noções.

Problemas com impotência? DUROMAX é a solução!

Esterilidade e fertilidade: diferenças

Esterilidade e infertilidade são termos frequentemente usados ​​de forma intercambiável. Se esses dois distúrbios sexuais levam ao mesmo resultado, isto é, a incapacidade de procriar, eles não são, no entanto, idênticos.

A esterilidade é um estado definitivo: uma impossibilidade de procriar de maneira natural. O termo é usado quando uma pessoa não consegue se reproduzir sexualmente. Geralmente, a esterilidade do homem resulta na ausência de produção de espermatozóides. Nas mulheres, a esterilidade resulta na impossibilidade da ovulação. A esterilidade é geralmente causada por um distúrbio no sistema reprodutivo: as veias varicosas dos testículos ou ovários podem, por exemplo, ser danificadas. A mulher pode ter dificuldade em ovular, endometriose (1 em cada 10 mulheres em idade fértil seria afetada). Por exemplo, os homens podem sofrer de azoospermia: baixa produção de espermatozóides.

A infertilidade, por outro lado, não é definitiva. Este termo é usado quando um casal não pode procriar em um determinado momento, por um período mínimo de um ano. Isso não significa que o casal seja estéril. Por exemplo, um casal pode ter tido um ou mais filhos e passar por um período de infertilidade por várias razões (físicas e psicológicas).

Antes de retornar com mais detalhes sobre a infertilidade masculina, podemos dizer que, em geral, a infertilidade (feminina ou masculina) não é automaticamente devida a um problema “mecânico” no sistema reprodutivo. Por exemplo, um homem ou uma mulher pode sofrer infertilidade por razões puramente psicológicas. Estresse, choque emocional, pressão para ter um filho, efeitos colaterais de certos medicamentos e tratamentos … são possíveis causas de infertilidade.

Os problemas da infertilidade estão longe de estarem isolados. Estima-se que um em cada dez casais na França esteja tendo problemas para procriar. Um terço dos casos de infertilidade tem origem masculina e um terço é de origem feminina. O terço restante seria uma combinação de problemas masculinos e femininos e, em alguns casos, a causa dessa infertilidade permanece desconhecida.

Causas de infertilidade e gênero

Concentre-se na infertilidade masculina

Causas da infertilidade

Diferentes causas podem estar na origem da infertilidade, aqui estão as principais.

  • Varicocele: resulta de uma grande dilatação varicosa (veias varicosas) das veias do cordão espermático. O sangue não pode voltar nas veias mais importantes. A temperatura nos testículos pode aumentar e afetar a forma e a quantidade de espermatozóides.
  • A astenospermia, também conhecida como astenozoospermia, é caracterizada pela baixa mobilidade dos espermatozóides. De fato, mais de 65% deles são imóveis. Quando estão todos imóveis, falamos de acinesia.
  • Oligospermia: é caracterizada por uma quantidade anormalmente baixa de espermatozóides. A ausência total de espermatozóides no sêmen é chamada azoospermia.
  • Outras causas podem ser a causa da infertilidade masculina: lesões testiculares, doenças, tratamentos, etc.Esses problemas podem ser inatos ou adquiridos.

Fatores de risco

Eles estão lá novamente múltiplos. No entanto, a qualidade e a quantidade de espermatozóides podem ser afetadas pelo estilo de vida e pela saúde geral.

Alto consumo de álcool, tabagismo e uso de drogas podem reduzir o número e a qualidade dos espermatozóides. Doenças graves e condições (caxumba, distúrbios hormonais, etc.), mas também certos medicamentos ou tratamentos, como quimioterapia ou radioterapia podem aumentar o risco de infertilidade. Idade também.”Fatores externos”, como qualidade do ar, pesticidas e chumbo, também influenciam negativamente a produção de espermatozóides.

Ejaculação precoce Como removê-lo?

Ejaculação precoce Como removê-lo?

 

Eu entendi que eu precisava basicamente treinar meu corpo para parar a ejaculação precoce. Para fazer isso, preciso realizar alguns exercícios simples. Estes poderiam ser feitos em qualquer lugar, e apesar de muitos equipamentos de ejaculação prematura, não havia necessidade. Foi basicamente seguindo um bom programa e fazendo os exercícios da maneira adequada que levou ao meu sucesso a longo prazo em parar a ejaculação precoce .

Problemas de Ejaculação? Duromax é a solução!

Para os pesquisadores, muitas vezes é de origem emocional ou psicológica. No entanto, pesquisas recentes também destacaram o fato de que a ejaculação precoce também pode advir de problemas físicos, como problemas hormonais, urológicos ou neurológicos. Por exemplo, um baixo nível de serotonina no cérebro pode acelerar o tempo necessário para a ejaculação.

Do ponto de vista fisiopatológico, os estudos realizados nos últimos anos sugerem uma origem neurobiológica para a ejaculação precoce. De fato, o cérebro exerce controle sobre o centro da ejaculação localizado na medula espinhal através de neuromediadores. “Entre eles, a serotonina é considerado o neurotransmissor chave envolvido na regulação da resposta ejaculatória periférica após a estimulação”, acredita o professor François Giuliano, neuro-uro-andrologista no Poincaré Hospital Raymond (Garches).

O medo do fracasso também muitas vezes leva a esse tipo de transtorno para homens com um novo parceiro. Mas esses efeitos geralmente desaparecem rapidamente ao longo do tempo. Problemas de relacionamento e depressão também têm efeitos negativos nas relações e promovem a ejaculação precoce.

Os fatores da ejaculação precoce variam em cada homem entre o aspecto psicológico e o distúrbio físico; em algumas pessoas, a disfunção ejaculatória vem da confusão psicológica, do estresse e da fadiga diária; em outros, vem de doenças como diabetes, hemorróidas, colesterol e outras. Em qualquer caso, é necessário tratar o problema da origem para poder restaurar a ejaculação.

Homens que sofrem de ejaculação precoce podem praticar o exercício Stop. Isso é para o homem remover seu pênis da mulher assim que ele sentir que vai ejacular. Ele aguarda a excitação passar e ele pode entrar em seu parceiro novamente. E podemos fazer isso até que os parceiros estejam completamente satisfeitos com o relacionamento sexual deles.

Os especialistas insistem que o autocontrole e o relaxamento continuam sendo o tratamento mais  conhecido da ejaculação precoce . No entanto, não foi provado que todas as técnicas para retardar a ejaculação são remédios reais, como muitos pacientes podem testemunhar.

O tratamento da ejaculação precoce consiste em ensinar o homem a administrar o curso de sua excitação sexual durante a penetração. “O homem pode primeiro treinar durante a masturbação para aprender o básico”, diz o Dr. de Carufel. “Ele aplicará esses princípios durante a penetração.

A hipnose é um verdadeiro caminho hoje para superar a ejaculação precoce. Nós podemos curar e curar a ejaculação precoce através da hipnose. Muitas opiniões e depoimentos vão nessa direção. Nós não falamos de hipnose justa, como podemos ver na TV ou no circo. Mas muita hipnose terapêutica e médica. Uma prática madura e reconhecida, desenvolvida há mais de 50 anos por Milton Erickson, um psiquiatra de renome mundial. Agora é usado por muitos psiquiatras, psicólogos e psicoterapeutas no contexto de muitas terapias curtas, especialmente para problemas de ejaculação precoce.